"Com o que estamos alimentando nossos filhos?"

Atualizado: 26 de abr.

Recentemente, um documentário com dados alarmantes realizado pela BBC trouxe o seguinte questionamento:


"Com o que estamos alimentando nossos filhos?"





Chegamos a média dramática de 80% de uma dieta baseada em ultraprocessados. Mas qual o significado disso? Suas consequências? Por quê?


Apesar do título incômodo, não é o primeiro documentário ou pesquisa relacionado a dietas com alta concentração de alimentos ultraprocessados a estar disponível. Mesmo assim, apesar de décadas de questionamentos sobre benefícios e malefícios que a dieta moderna nos traz; ainda vivemos em meio a duvidas e divergências em relação ao que devemos comer, e também, nossas reais necessidades nutricionais.


Não à toa, nos deparamos com doenças e debilidades consideradas recentes à humanidade, todas estas com fundo relacionado à forma como nos alimentamos. Comer, torna-se então, um ato não apenas corriqueiro, mas de extrema necessidade de atenção.


E o alto consumo de alimentos ultraprocessados, como visto pelo recente documentário, não ocorre apenas por falta de informações, tempo ou condições financeiras. Trata-se de um hábito adquirido em todas as esferas sociais, culturais e geográficas.


O Guia Alimentar para a População Brasileira


A ligação entre o aumento do consumo de alimentos ultraprocessados à obesidade e diabetes, já é quase um consenso entre os profissionais da saúde, principalmente para os profissionais da nutrição. Esta relação entre doenças X hábitos alimentares mobilizou o Ministério da Saúde na criação, em 2014, do Guia Alimentar para a População Brasileira.

Considerado referência mundial no norteamento da alimentação das populações, o guia nacional orienta no reconhecimento de alimentos ultraprocessados e minimamente processados, considera como melhor alimentação, os alimentos "in natura", e aconselha a exclusão de alimentos ultraprocessados da nossa dieta.


O guia também serviu como base para a redefinição de regras para a rotulagem de alimentos industrializados, indicando seus totais de açúcares, sal e gordura, referenciando como ultraprocessados ou não. Tal mudança na legislação em rotulagem deverá entrar em vigor ainda este ano, mas passou por diversas críticas, principalmente dos setores ligados à indústria de alimentos.


- E como a dieta moderna afeta nossas crianças?


Segundo o documentário da BBC, não são apenas os dados de amostragem dos exames físicos relacionados a aumento de peso, perda de massa muscular e sintomas corriqueiros como dores de cabeça e ansiedade que mais impressionam o cientista voluntário do experimento. São os dados relacionados à mudança de comportamento neuronal, os mais chocantes.


Assista o documentário até o final e vem contar pra gente o que você acha!


Documentário BBC

Guia Alimentar para a População Brasileira

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo